Calendário de Eventos Ambientais no Entorno do Parque Estadual do Rio Doce

terça-feira, 23 de novembro de 2010

O que é a Associação dos Amigos do Parque Estadual do Rio Doce ?

Criação da Associação

- A Associação do Amigos do Parque Estadual do Rio Doce , com sede na Fazenda Jacroá , Santa Rita , no Municipio de Marliéria – MG , CEP 35180 -000 , foi fundada em 12 de Julho de 2003 , é constituida por ilimitado número de associados , pessoas fisicas e tem duração por tempo indeterminado  e jamais poderá ferir o Estatuto padrão da Associação e demais normas estabelecidas pelo Parque Estadual do Rio Doce.

- Em 2005 a Associação foi declarada de "utilidade pública" estadual , conforme projeto de lei numero 2.809/2005 – Assembléia Legislativa do Estado de Minas Gerais .

- Também foi considerada de "utilidade pública" nas Prefeituras de Marlíéria , Timóteo e Dionísio

- Esta cadastrada na SEMAD ( Secretaría Estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável

Missão da Associação

- Promover e defender a preservação da fauna, flora, recursos natural e hídricos do Parque Estadual do Rio Doce.

- Promover a conservação do Parque Estadual do Rio Doce

- Defender e divulgar o valor ambiental , social , econômico e turístico do parque e suas potencialidades , contribuindo para o desenvolvimento sustentável das comunidades do seu entorno


Objetivos da Associação

- Divulgar o valor ambiental , social e econômico do Parque Estadual do Rio Doce;

- Identificar e informar aos orgãos públicos competentes da existência de impactos ambientais ou qualquer tipo de degradação dos recursos naturais , hídricos , o descumprimento da legislação ambiental em vigor , bem como propor medidas de recuperação ambiental na área do Parque Estadual do Rio Doce e de seu entorno;

- Promover e estabelecer convênios com entidades públicas e privadas , nacionais e estrangeiras , visando intercambio cultural e apoio técnico e financeiro para projetos ambientais , programas específicos , seminários e palestras sobre a temática ambiental regional;

- Incentivar e participar de movimentos comunitários que tenham por finalidade a recuperação e manutenção do patrimonio histórico , cultural , artistico e ambiental do Parque Estadual do Rio Doce e seu entorno ;

- Promover e apoiar o Turismo sustentável no Parque Estadual do Rio Doce e seu entorno.


Diretoria da Associação - 2009/2011

Presidente – Adalberto José Dos Santos

Presidente De Honra – Dom Lélis Lara

Vice-Presidentes – Mauricio Castro Araújo e Padre Duilio de Assis Castro

Diretores – Ana Paula Pidner Carneiro ( 1ª Secretária ) , Nádia Gandra Araújo Rocha ( 2ª Secretária ) , Geraldo de Lima ( 1º Tesoureiro ) e Renata Cristina de Carvalho Nunes ( 2ª Tesoureira )

Conselho Fiscal – Marcus Vinícius de Freitas , Geraldo Moreira de Morais , Geraldo Nascimento de Oliveira , José Geraldo Ferreira ,Maria Stella de Castro(Titulares) , Arnaldo Moreira Borges , Ivo Jósé da Silva e José Fonseca.  

Voce conhece o  Parque  Estadual do Rio Doce ?





Parque Estadual do Rio Doce está situado na porção sudoeste do Estado, a 248 km de Belo Horizonte, na região do Vale do Aço, inserido nos municípios de Marliéria, Dionísio e Timóteo.
A unidade de conservação abriga a maior floresta tropical de Minas, em seus 36.970 hectares e é a primeira unidade de conservação estadual criada em Minas Gerais. O Decreto Lei nº 1.119 (.pdf - 39Kb), que criou oficialmente o Parque, foi assinado 14 de julho de 1944.
Patrimônio Natural
Árvores centenárias, madeiras nobres de grande porte e uma infinidade de animais nativos compõem o cenário de um dos poucos remanescentes de Mata Atlântica, no Brasil: o Parque Estadual do Rio Doce.
Com um notável sistema lacustre, composto por quarenta lagoas naturais, dentre as quais destaca-se a Lagoa Dom Helvécio, com 6,7 Km2 e profundidade de até 32,5 metros, o Parque proporciona um espetáculo de rara beleza. As lagoas abrigam uma grande diversidade de peixes, que servem de importante instrumento para estudos e pesquisas da fauna aquática nativa, com espécies tais como bagre, cará, lambari, cumbaca, manjuba, piabinha, traíra, tucunaré, dentre outras.
No Rio Doce é possível encontrar espécies da avifauna como o beija-flor besourinho, chauá, jacu-açu, saíra, anumará, entre outros. Animais conhecidos da fauna brasileira também são freqüentes no Parque. A capivara, anta, macacos-prego, sauá, paca e cotia, bem como espécies ameaçadas de extinção como a onça pintada, o macuco e o mono-carvoeiro, maior primata das Américas.
Com o objetivo de aproveitar a riqueza da flora, de forma sustentável, o parque possui um herbário, que possibilita a identificação de espécies principalmente através da análise de suas características morfológicas, constituindo a base de pesquisas taxonômicas.
História pra contar
As primeiras iniciativas no sentido de preservar o Parque Estadual do Rio Doce surgiram no início da década de trinta, pelas mãos do arcebispo de Mariana, Dom Helvécio Gomes de Oliveira, conhecido como bispo das matas virgens. Mas só em 1944 tornou-se oficialmente Parque, o primeiro de Minas Gerais.
Infra-estrutura
O Parque oferece uma completa infra-estrutura para atendimento a turistas e pesquisadores. Portaria, estacionamento, área de camping, vestiários, restaurante, anfiteatro, Centro de Visitantes, Centro de Pesquisas, Viveiro, posto de Polícia de Meio Ambiente.
Visitação:
A área de camping:A área de camping foi reaberta ao público em 31 de outubro de 2008.
Horário de Funcionamento: 7 às 18 horas
Telefone de contato: (31) 3822-3006
Como chegar ao Parque:
Saindo de Belo Horizonte pela BR 262, seguir no sentido de Vitória e entrar no entroncamento para São José do Goiabal, entre João Monlevade e Rio Casca. Depois, prosseguir 6,5 km asfaltados pela BR 320. A partir daí, segue-se a sinalização até a entrada do parque. Outra opção é seguir pela BR 381, sentido Belo Horizonte-Governador Valadares, passando por Timóteo. Dali, até o parque, são 20 km de estrada de terra.

Distância de Belo Horizonte ao Parque: 248 km

Veja abaixo um video com fotos recentes do Parque Estadual do Rio Doce :
video

Loja de Produtos do Entorno do Parque Estadual do Rio Doce



- A Associação dos Amigos do Parque Estadual do Rio Doce inaugura no dia da Romaria Ecológica – 17 de Julho de 2010, a Loja de Produtos do Entorno.
Um dos objetivos da AAPERD é promover o desenvolvimento sustentável das comunidades do entorno e a abertura desta loja vem ao encontro desta meta.
A loja esta localizada na portaria do PERD e qualquer um das comunidades do entorno, pode deixar seus produtos (doces, licores, cachaça, queijos, artesanatos, etc.) e o único custo será uma comissão de 10% sobre a venda para ajudar a custear a funcionária que trabalha no local.
A funcionária – Adelidia – mora perto da portaria na comunidade de Santa Rita e se encontra na loja nos finais de semana e feriado, no horário de 8:00 as 18:00 horas.    


Romaria Ecológica

- Em Julho de 2010 ocorreu no Parque Estadual do Rio Doce (PERD) um dos mais tradicionais eventos do Circuito Turístico Mata Atlântica de Minas. O evento comemorou os 66 anos de fundação do Parque Estadual do Rio Doce, a maior reserva contínua de Mata Atlântica do Sudeste Brasileiro. Este evento tem o apoio da Associação dos Amigos do Parque.
A programação foi extensa com duração de uma semana, encerrando no ultimo sábado dia 17 de julho, com a tradicional “Romaria Ecológica Diocesana Dom Helvécio”, realizada pela primeira vez na década de 30. O evento atrai todos os anos mais visitantes interessados no contexto cultural, religioso e nas belezas desta exuberante Unidade de Conservação. Este ano foi registrado um público de aproximadamente 2800 pessoas, bem superior ao ano de 2009. A Romaria Ecológica fechou as comemorações do aniversário do Parque com a participação de quase 500 cavaleiros de várias cidades da região, que levaram a imagem da nossa Senhora da Saúde até a sede da reserva ambiental. Através da romaria, os fiéis católicos e moradores da região no entorno da reserva procuram resgatar os fatos históricos e religiosos do século passado e relembrar o esforço do bispo Dom Helvécio para a criação do Parque Estadual do Rio Doce, além do fortalecimento da participação das comunidades na proteção ambiental.
Este evento é realizado todos os anos no terceiro sábado de julho.

Veja no vídeo abaixo fotos do evento: 

video